Skip Navigation

Foto cortesia do Expositor Cristão.

Pastores se reuniram para orar na Praça Murillo, na cidade de La Paz, capital da Bolívia.

Evo Morales suspende criminalização do evangelho na Bolívia

 

Por Expositor Cristão
14 de fevreiro de 2018

No dia 21 de janeiro, o presidente da Bolívia, Evo Morales, confirmou a suspensão do novo código penal que criminalizaria o evangelismo no país. O anúncio aconteceu depois da mobilização de diversas igrejas cristãs e movimentos sociais.

O artigo 88 da proposta original previa prisão de 7 a 12 anos e reparação econômica para aqueles/as que, por si ou por terceiros, captassem, transportassem ou recrutassem pessoas com a finalidade de participação em conflitos armados ou em organizações religiosas.

O Pastor Miguel Machaca Monroy, presidente das Igrejas Evangélicas de La Paz, comentou que a medida causaria uma série de limitações aos trabalhos evangelísticos. “Quer dizer que, se levarmos uma pessoa ou um grupo para um acampamento, eles irão nos denunciar? Não poderei sair para pregar o Evangelho?”, questionou. Já o coordenador da Junta de Missões Mundiais (JMM), missionário Ruy Oliveira, explicou que não se trata de uma perseguição religiosa. “O que há é uma preocupação do uso indiscriminado deste destaque quanto às organizações religiosas”, explicou.

A reforma do código penal não foi apoiada pela maioria da população, até mesmo por limitar a liberdade de expressão e de imprensa, além de afetar a obra missionária na Bolívia. Acompanhe mais atualizações no site do Jornal Expositor Cristão.

* Redação EC: Publicado originalmente no Jornal EC de fevereiro de 2018. Acesse aqui.